Skip to content

Allan Sandage e a Teoria do Universo Pulsante

Em 1965 o astrónomo norte-americano Allan Sandage adaptou a teoria da grande explosão e desenvolveu-a na sua teoria do universo pulsante.

Sugeriu que o Universo é criado, destruído e recriado em ciclos de 80 000 milhões de anos. Segundo afirmou, neste momento o Universo apenas avançou 10 000 milhões de anos no estádio da expansão, e continuará a expandir-se por mais 30 000 milhões de anos até que sobre as galáxias cessem os efeitos das forças da grande explosão e se inverta o seu movimento.

Finalmente, sustentou que, movendo-se a milhões de quilómetros por hora, as galáxias convergirão, fundindo-se de novo nos seus átomos originais, que então explodirão de novo, recomeçando todo o ciclo.

Por outras palavras, um universo não sem fim, mas com um número infinito de fins... e de começos.

Trackbacks

Nenhuns Trackbacks

Comentários

Exibir comentários como Sequencial | Discussão

Nenhum comentário

Adicionar Comentários

Smilies normais como :-) e ;-) são convertidos em imagens.
Asteriscos à volta duma palavra (*palavra*) marcam-na como negrito, sublinhados são feitos com _palavra_.

Para evitar o spam por robots automatizados (spambots), agradecemos que introduza os caracteres que vê abaixo no campo de formulário para esse efeito. Certifique-se que o seu navegador gere e aceita cookies, caso contrário o seu comentário não poderá ser registado.
CAPTCHA

Form options